Indestrutíveis

Ainda lembro
Daquelas inesquecíveis palavras,
Que murmuraram ao meu coração
E fizeram a impossibilidade do esquecimento…
Palavras que não se calaram…
Anos se passaram
Estações presenciei,
Lágrimas derramei
Dores eu senti,
Mas daquelas palavras
Não me esqueci.
Palavras que denunciavam
Que a nossa amizade era verdadeira,
De que não seria o tempo
O destruidor desse nosso laço.
Os anos passaram
As lembranças ficaram.
Saudade das vezes que o mundo era nosso,
E que o destino estava em nossas mãos…
Saudade das risadas
Que surpreendiam a todos ao nosso redor.
Hoje apenas saudade posso ter…
Mas quem sabe no amanhã
Voltamos a ser um só mundo,
Onde nada destruirá nossa verdadeira amizade
Nem mesmo a Morte…